Nota de solidariedade às compas criminalizadas na Argentina

A Coletiva Centospé, de Florianópolis, Brasil, se solidariza com a luta das companheiras da Barricada Libertaria de Córdoba, Argentina, que vêm sendo criminalizadas pelo Estado argentino, o mesmo Estado que assassinou Santiago Maldonado um ano atrás. Hoje são 27 compaheiras e companheiros da Universidad Nacional de Córdoba procesadas pela Justiça Federal.

Essas companheiras e companheiros têm se mobilizado com paralisações, aulas públicas, assembleias e ocupações no país vizinho, assim como nós o temos feito por aqui, em defesa da educação pública e gratuita. A perseguição a lutadoras sociais tem se intensificado na Argentina e as estudantes têm sido atacadas, junto com sindicalistas e demais militantes de movimentos sociais. Mais uma vez, repetimos que PROTESTO NÃO É CRIME. Se aumentam os avanços da repressão e da vigilância sobre nossos corpos e movimentos, deve aumentar também nossa resistência.

Portanto, companheiras argentinas e da América Latina, sigamos firmes.

Arriba las que luchan!

QUE SE RETIREM JÁ OS PROCESSOS DAS ESTUDANTES PERSEGUIDAS POR LUTAR EM DEFESA DA EDUCAÇÃO PÚBLICA.

PELA CONSTRUÇÃO DE LAÇOS DE SOLIDARIEDADE ENTRE AS ORGANIZAÇÕES COMPANHEIRAS DE TODA A AMÉRICA LATINA, PARA RESISTIR AO AVANÇO DOS REGIMES DE FOME, MISÉRIA E VIOLÊNCIA FASCISTA!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *